terça-feira, 18 de setembro de 2012

As Minhas Pequenas Coisas

Pára tudo... finalmente vou falar da S*... não precisam de mandar mais mails, dizia eu, vou falar da S*, ou devo dizer daS S*?

Já por diversas vezes comecei a escrever sobre o blog - As Minhas Pequenas Contradições Coisas - mas deixava os posts a meio. Tenho muita dificuldade em escrever quando o material é muito bom, e aqui, é claramente a situação.


Gosto de olhar para  a S* enquanto blogger e enquanto comentadora, e aqui reside o segredo. Ler o blog da S* vale o que vale, é mais um entre muitos, a piada está em ler os posts da S* sobre determinado assunto, e depois, ir comparar a sua opinião noutros blogs que versam sobre o mesmo assunto.


Este exercício é extenuante. Uma pessoa às tantas fica baralhada, e houve alturas em que me perguntei quantas pessoas é que escrevem para o blog - As Minhas Pequenas Contradições Coisas. Uma só? Não pode! Ninguém consegue em tão curtos espaços de tempo ter opiniões tão diferentes sobre o mesmo assunto.


Na prática, e pegando num exemplo recente que aborda a temática Casa dos Segredos (sim... o tal programa que ninguém ia ver mas todos tropeçaram na TVI no instante em que o comando ficou sem pilhas e num sofrimento doloroso estiveram de olhos colados ao LCD durante umas 3 horas seguidas):

Escreve a mulher certa:

"daqui a uma meia hora a blogoesfera estará a dizer que as gajas da casa dos segredos são feias sem make up ou que parecem umas putas."


Responde a S*


"A mim não me apanham mais nessa." 


Ok... surge a dúvida... não apanham a S* em quê? A ver a Casa dos Segredos? A críticar as concorrentes?

A S* não gosta que tenhamos dúvidas, e por isso acaba por fazer de tudo um pouco do que disse que não fazia:

No Facebook:

"Trombinhas? ahahahah parece deficiente mental."
Uau... que piada tão bem conseguida... Eu cá até tenho que colocar um Tena Lady sempre que pressinto que me vou cruzar com um deficiente mental... de tanta vontade de rir que dão... acho até que na arte circense, podem trocar os palhaços por autistas por exemplo.

"Não emigrante, não vais entrar no mundo da moda... não és bonita."

Tratar as pessoas pela sua condição é espectacular... já estou a imaginar... "ó emigrante", "ó deportado", "ó exilado"... Eu acho fofinho...
S*, o mundo da moda é muito abrangente... e acredite que tem espaço para qualquer um... é como a "literatura", a múscia... Como a querida PMD disse, há muitas vagas para secretariado...
Tenho mesmo que comentar sobre o ser-se bonito e entrar-se no mundo da moda? Não, pois não? Bem me parecia...

No blog:

"Se eu não soubesse que o segredo do Hélio era aquilo do vídeo parvo, diria que era ser rabicho. Tem toda a pinta de gay - sem ofensa." 
*** Priceless***
Rabicho, rabeta, epurra-bufas, picolho, panisga... tudo super engraçado... e se for "ó exilado picolho".. bem... é a nata... 
Como é que se diz que se tem "pinta de gay" sem ofender? 

Percebem porque é que me surge a dúvida de quantos autores tem este blog?

22 comentários:

Anónimo disse...

A da tena lady tirou-me o tapete. top!

Anónimo disse...

Terás razão, Pipoca?
É que, para além das contradições ou deverei chamar-lhes chamadas de atenção, a S* consegue arranjar tempo para comentar centenas de posts...e isso não é normal.

Mas cada um é o que é e se ela consegue e gosta, por que não?

Sobre este texto e o que retiraste das suas observações, registo o seguinte comentário:

"Uau... que piada tão bem conseguida... Eu cá até tenho que colocar um Tena Lady sempre que pressinto que me vou cruzar com um deficiente mental... de tanta vontade de rir que dão... acho até que na arte circense, podem trocar os palhaços por autistas por exemplo."

Como mãe de um autista poderia insultá-la, denegri-la e até espancá-la, mas limitar-me-ei a pedir-lhe, porque sei que aqui andará o dia inteiro e por lá fará o seu post de piadas blogosféricas, que se digne calar-se. Mais m.... é impossível.

Esgotei-me ao ler isto. Fico-me por aqui.

Anónimo disse...

A gaja é gorda e faz gosto nisso.
Dorme com um careca ultra nacionalista e faz gosto nisso.
É ignorante e saloia e faz gosto nisso.
Mau demais para ser verdade.

Moimême disse...

Tão bom!!! 10 a zero!

Anónimo disse...

Essa tipa está em todo o lado. Se a empresa onde trabalha souber que passa o dia inteiro a comentar blogs... Portugal não precisa de gente que tendo emprego não produz, devíamos manda-la embora!

Anónimo disse...

É isso que eu não entendo, a tal de S* é orgulhosamente bimba.

E não é minimamente permeável a opiniões diferentes da dela...fica logo toda eriçada.
Deve ser por isso que não tem amigos (e isso diz muito de uma pessoa).

Outra coisa, ela imita td o que a irmãzinha gémea faz:
- a irmã arranjou um namorado e foi morar com ele, ela passado pouco tempo fez o mesmo;

-a irmã há uns tempos foi a Madrid, e ela que nunca sai da terrinha, onde é que resolve ir passear com o tónhó do namorado? A Madrid, quando nem Lisboa conhece...

- a irmã comprou uns soutiens caríssimos, que aquelas mamas de gorda assim o exigem, ela logo a seguir faz um post a dizer que tinha comprado um soutien de 50eur.

And so on...

Anónimo disse...

O Anónimo das 8:58 não percebeu mesmo nada do que escreveste e nem tão pouco sabe o que é uma ironia!
Lógico que ninguém se vai rir de um autista, aliás, parece que apenas a S* consegue rir-se de um deficiente mental, apenas isso!

Anónimo disse...

Sinceramente, ja achei a S* mais insuportável, hoje em dia já pouco me incomoda. Tanto partilha no blog que já deu para perceber o que ali se passa, não se pode pedir mais, que ela não tem mais para dar. Acho que ela é ainda muito nova e não tem DE TODO a maturidade que acha que tem. Mas pronto, isso o tempo encarregar-se-á de a ensinar, já que ela não aprende nada com os comentarios que às vezes deixam lá no blog dela a tentar abrir lhe aquela cabeça dura.

Anónimo disse...

E os posts que ela escreve só para encher chouriços?
É tão vazia de tudo e não se manca...

Joana disse...

Quem é a irmã? Também tem blog?

Anónimo disse...

A irmã gémea é a Caixa Poeirenta.
Parece-me um pouquinho mais esperta que a S*, mas igualmente nervosinha e preconceituosa.
Têm vinte e poucos anos mas parecem umas velhas...

Anónimo disse...

Pipoca, permite-me que responda a quem julga que eu não entendi este teu texto (sou a anónima, mãe de um autista):

Meu caro,

Dirigi-me à S* e não à Pipoca. Ora leia melhor e veja se eu não menciono o post da primeira e os seus posts sobre piadas blogosféricas.

Anónimo disse...

correção:
" Ora leia melhor e veja se eu não menciono o blogue da primeira e os seus posts sobre piadas blogosféricas."

Anónimo disse...

Pipoca, as minhas desculpas!

Só agora percebi que o comentário em questão era teu e não da S.*
De qualquer forma, na frase da S* está implícita a tua observação e só por isso é condenável.

Anónimo disse...

Agora sim, a anónima percebeu (eu tb sou anónima lol), peço desculpa, mas nunca foi minha intenção criticá-la, aliás tenho um respeito profundo pelas pessoas um pouquinho "diferentes" e sobretudo por quem cuida delas e lhes dá todo o Amor e carinho. ;)

Anónimo disse...

Até me sinto envergonhada, acreditem!
Tenho a mania de achar que interpreto tudo bem à primeira (modesta, bem sei!)e hoje deixei-me cegar pela simples alusão ao autismo como uma deficiência mental que provoca riso, percebendo nas restantes linhas o que era da S* e da Pipoca.


Enfim. Resolvido.:)
Obrigada.:)

P.S: Pipoca, o autismo não é uma deficiência mental, mas não é isso que está em causa.:)

Anónimo disse...

POIS NÃO, É UMA PERTURBAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO MENTAL.

Anónimo disse...

Nem sempre, embora o autismo esteja muitas vezes associado a perturbações do foro mental, havendo, infelizemente, muitos autistas com deficiências mentais profundas.

Estas coisas, como tantas outras, estão em estudo constantemente.
O autismo dos nossos dias compõe-se de vários graus e variantes. Dentro de uns meses até síndromes, como Asperger por exemplo, desaparecerão para dar lugar a outro grau de autismo.

Mas, não deixa de ser uma deficiência.

Vanessa disse...

Viva a pipoca!
O blogue em si não vale de nada, um bando de baboseiras, lugares comuns e exposição da vida privada sem pudores. Mas isso é o que há demais por aí. Agora a contradição da miúda é impressionante mesmo, diz uma coisa no blogue e depois sobre o mesmo assunto vai dizer diferente em caixas de comentários espalhadas por aí. E tal como alguém referiu está por todo lado, não há caixa de comentários que entre que não esteja lá a sua opinião parva.

Fernanda disse...

Mas por que raio toda a gente que comenta aqui (ou praticamente toda, vá) comenta como anónimo? Será que não têm coragem de assumir as suas opiniões?

Joana Carvalho disse...

O teu blog é genial. Parabéns! :) e não há qualidade melhor do que nos rirmos de nós mesmos! :D

Anónimo disse...

Quem é a S*? sorry, I´m late...